Como Lidar com as Dívidas – 10 atitudes para se livrar delas

Dívidas

Como Lidar com as Dívidas – 10 atitudes para se livrar delas

Geralmente a prioridade de gastos na sua vida são aquelas classificadas como necessidades, por exemplo: despesas de moradia, alimentação, transporte, saúde e educação. Obviamente, quanto maior for o seu padrão de vida mais alto serão os esses gastos porque você tem acesso a produtos e serviços de melhor qualidade e mais caros também.

Porém, viver é muito mais do que suprir necessidades básicas, nós temos sonhos, desejos, ambições e vontades. Para que seja possível realizar tudo isso, precisamos de mais dinheiro e é nesse momento que muitas pessoas acabam se endividando. Isso ocorre pelo fato de que, para satisfazer um estilo de vida desejado e quando não existe planejamento financeiro, você acaba fazendo aquisições com prestações a  perder de vista e paga juros o tempo todo.

Portanto, é importante saber como lidar com as dívidas e se livrar daquilo que não é necessário.

Por outra lado, existem dívidas que não fazemos deliberadamente como, o carro estragado, uma doença repentina ou a perda do emprego. Para essas situações, sempre recomendamos um fundo de reserva para cobrir gastos inesperados.

O que se perguntar antes de contrair dívidas

Se você está buscando melhorar a sua situação financeira e pretende ter controle sobre as dívidas,  algumas perguntas precisam ser respondidas. São elas:

  • Essa dívida é realmente necessária?
  • Qual a sua zona de conforto para dever? Quantos por cento do seu salário você acredita que pode comprometer no mês para pagar dívidas?
  • Qual a segurança você tem de que irá receber a sua renda sem falhas todos os meses para pagar as dívidas contraídas?

 

Vamos refletir:

Todavia, viver custa dinheiro e se você está se endividando o que há de errado? Sua renda ou seu estilo de vida?

Conheça a natureza das suas dívidas e entenda como elas foram feitas. Qual o comportamento ou o que está por trás da sua decisão de fazer uma dívida?

Um dos maiores causadores do endividamento é o cartão de crédito. Portanto, fique atento e não caia na ilusão de gastar sem ter dinheiro.
O nome é auto-explicativo cartão de ”crédito”. Ou seja, ele te dá crédito e não dinheiro, por isso, saiba sempre como usá-lo para não comprometer a sua vida e o seu planejamento financeiro.

A maioria das pessoas possui um limite de crédito maior do que a renda mensal e é por essa questão que estamos dando ênfase no alerta. Entenda que o problema não é ter o cartão de crédito, mas a maneira que ele é utilizado.

Os MALEFÍCIOS do cartão de crédito:

  • Possibilita a compra do que você não precisa
  • Faz você gastar o dinheiro que não tem
  • Se não pagar o total da fatura no vencimento terá que pagar os juros mais caros do mundo

 

10 Atitudes para enfrentar as dívidas:

1. A princípio admita o problema: você está endividado;

2. Em segundo lugar, identifique a causa do seu endividamento e assuma a responsabilidade;

3. Mantenha a perspectiva no futuro e veja o problema resolvido. Acredite, você conseguirá sair dessa situação de endividamento;

4. Relacione as dívidas do maior para o menor valor e se a lista for grande, pague algumas contas de menor valor para diminuí-la;

5. Continuando, pague aquelas que têm juros mais altos e que já estão vencidas, pois cada dia que passa o saldo devedor fica maior;

6. Não tenha vergonha ou receio de procurar o seu credor. Procure-o, diga da sua intenção de pagar, mas que precisa renegociar juros e prazos. Faça isso antes que a dívida fique fora de controle;

7. Peça ajuda profissional;

8. Cada dívida que for quitada, use o valor mensal que usava para pagá-la para pagar outras dívidas;

9. Reduza o padrão de vida por um momento para economizar dinheiro para pagar dívidas;

10. Faça dinheiro extra e se necessário se desfaça de algum patrimônio para quitar de uma vez por todas as dívidas.

Por fim, a falta de dinheiro pode não ser um problema e sim uma conseqüência. Isso quer dizer que o comportamento e as atitudes precisam ser melhoradas, precisar ter mais razão e menos emoção.

Dessa forma, você precisa de cara e coragem. Enfrente suas dívidas e enfrente seus credores,  muitos estão dispostos a uma boa renegociação porque antes receber pouco a pouco uma dívida do que nada receber .

Decida hoje ter o sucesso financeiro que você merece, comece sua transformação e mantenha-se motivado por toda a jornada. Para conhecer mais como podemos te ajudar com cursos, materiais, atendimentos em coaching e muito mais, faça contato direto .

E siga-nos nas redes sociais: Facebook.com/MenteFinanceira e Instagram.com/MenteFinanceira  

Conheça nosso canal no Youtube com conteúdos gratuitos!

Acesse Agora

Cadastre-se e receba novidades e promoções exclusivas!

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA DICAS PARA MELHORAR SUA VIDA FINANCEIRA